cavalos

Loading...

domingo, 30 de janeiro de 2011

FERRO OFICIAL DO CAVALO NORDESTINO

Este é o ferro oficial do Cavalo Nordestino aonde estão: a letra C, N, A , T; todos os animais registrados receberão este ferro na coxa direita.



Ilustração do garanhão Brincadeira com o ferro da associação, sendo que a posição é um pouco mais abaixo e proporcional.


MODELO DE REGISTROS DO CAVALO NORDESTINO

Frente do Registro de Controle (RC), o qual será utilizado no registro de: Animais nascidos de pais e mães que já possuam o Registro Inicial (modelo logo abaixo) com idade acima de 3 (três anos).

Verso do Registro de Controle (RC), aonde está as informações da árvore genealógica estando acima as informações paternas e abaixo as informações maternas, nome e número de registro dos mesmos.

Frente do Regsitro Inicial (RI), o qual será utilizado no regsitro de: Animais de origem desconhecida, independentes da idade, aprovados pela comissão técnica e animais nascidos de pais que possuam o mesmo registro (RI) e os nascidos de pais que possuam o Registro de Controle, até a primeira muda completa, até os 3 (três) anos.

Verso do Registro Inicial (RI), aonde constará todas as marcas e sinais existentes, ou seja, a resenha equina do mesmo.

A AEPCN, Associação Equestre e de Preservação do Cavalo Nordestino, funcionará quase idêntica nos moldes de uma associação de criadores, realizando o registro dos Cavalos Nordestinos de maneira rigorosa, criteriosa e organizada, dentro dos padrões técnicos da raça aprovados pelo MAPA quando formou a sua comissão técnica para estudo do Cavalo Nordestino em 1974, sendo que nos dias atuais precisamos acompanhar as exigências dos criadores em adiquirir cavalos mais atléticos de médio a grande porte, sendo assim, a nossa associação exige para registro fêmeas com 1,30m e machos com 1,35m de cernelha como altura mínima, o que a antiga associação aceitava animais com 1,27m. Buscamos mudar a imagem de que os Cavalos Nordestinos são aqueles animais magros, caquéticos, zambetas e sem nenhuma beleza, imagem esta que a grande maioria das pessoas têm de nossos cavalos, nós mostramos isto quando apresentamos animais de bom porte, atléticos e belos, aí as pessoas logo dizem, que raça é esta? Estamos apenas começando a nossa batalha, um pouco anônimos no meio equestre nacional, mas sei que muita gente nos espera para registrarem os seus animais em todo o nordeste, pois criamos uma nova modalidade de associação de criadores pois somos muito mais do que isto, somos uma associação que busca salvar da extinção e melhorar uma raça nativa de cavalos que se encontra desprezada, que tem muita história para contar e também somos uma associaçção que busca, em nossa região, desenvolver atividades diversas no meio equestre e realizar também trabalhos de cunho social, pedagójico e terapêutico mostrando os grandes benefícios que os cavalos e outros equídeos podem nos proporcionar e desenvolver na região atividades que dêem retorno econômico e cultural. Em breve colocaremos neste blog as fotos dos primeiros animais registrados. As pessoas que tiverem interesse em se associar e registrar seus animais ou tirar dúvidas e informações, enviem e-mail para: cavalonordestino@hotmail.com ou lulacleber@hotmail.com e enviaremos o nosso regulamento de controle do cavalo nordestino e a nossa tabela de emolumentos além de darmos todas as informações possíveis.


quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

MARCAÇÃO COM NITROGÊNIO EM CAVALOS



Este tipo de marcação é mais aconselhado para animais de pelo escuro ou de média clareza



Processo menos doloroso e menor risco de infecções

Usa-se uma caixa de isopor para colocar os ferros
MARCAÇÃO A FRIO. CLIQUE NESTE LINK AO LADO E APRENDA COMO MARCAR O SEU CAVALO COM O NITROGÊNIO LÍQUIDO


segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Saiba Mais Sobre os Cascos dos Equídeos


SAIBA TODOS OS DETALHES SOBRE OS CASCOS DOS EQUÍDEOS. CUIDADOS, CONSTITUIÇÃO E PARTICULARIDADES. CLIQUE NO LINK ACIMA.

Trabalho Científico de Dênea em Agrestina-Pe




Dênea é uma Zootecnista que também se preocupa pela causa do Cavalo Nordestino e se interessa cientificamente por ele. Agora a Dânea está desenvolvendo o trabalho de Genética Molecular com o Cavalo Nordestino, muito importante para nós, amantes desta raça. Cliquem em cima da figura para ampliar ler ou imprimir.















Trabalho Científico sobre Pelagens do Cavalo Nordestino em Juazeiro-Ba


Este trabalho tem como fonte o trabalho anterior aonde o amigo Jânio fez um acompanhamento de estudo das pelagens dos Cavalos Nordestinos mensurados em Juazeiro, durante o período que aqui esteve. Clique em cima da figura para ampliar e ler ou imprimir.








Artigo Científico de Jânio com o Cavalo Nordestino em Juazeiro




Iremos postar artigos científicos com o Cavalo Nordestino, realizados por pessoas que se preocupam com a valorização dsta raça, que se encontra em completo abandono. Estes trabalhos são as provas de que nem tudo está perdido e que ainda vem muito mais pela frente! Cliquem na figura e ampliem para ler ou para imprimir.


terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Denúncias de maus tratos aos animais

Como implantar um departamento exclusivo na Policia para investigar os crimes de maus tratos contra animais, seguindo o exemplo da cidade de Campinas/SP, que registrou um aumento significativo das ocorrências, decorrente da divulgação e da segurança da população em saber onde denunciar ,como também, certeza da apuração e resolução da situação denunciada.

CAVALOS VITIMAS DAS CHUVAS EM ITAIPAVA

Os animais também foram vitimas da catastrofe que assolou a região serrana do Rio de Janeiro. As organizações de proteção aos animais estão recolhendo e tratando os animais feridos, garantin do assim condição de solidariedade a nossos irmãos animais. Cavalo queimado vivo, esta sendo tratado por veterinarios. Como fazer doações para ajudar os animais desabrigados da regiao serrana. Clique no hiperlink acima e leia na integra a reportagem.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

"ARARIPE" O GARANHÃO NORDESTINO DO CEARÁ

Este é o "ARARIPE", o garanhão Nordestino, garimpado pelo nosso grande amigo e entusiasta da raça em Juazeiro do Norte, o Nertan, assim como o amigo Nicodemos, parabéns pela grande aquisição, em breve registraremos o ARARIPE e outros animais aí no Ceará.


Como sempre, os tordilhos se destacam!

Bela musculatura de paleta e garupa! Vamos colocar o ARARIPE para reproduzir, mais uma vez, parabéns, e seja muito feliz com o seu belo cavalo nordestino! São os votos de nós que fazemos a AEPCN!
Amigos vistem o site do cavalo crioulo venezoelano e entre no link Rasgos de Criollo V. Este é o primo pobre o cavalo crioulo é o que mais se assemelha ao nosso Cavalo Nordestino pois tem muito sangue Bérbere. Visitem o site, pois em minha viagem ao Simpósio em João Pessoa conhecí o Professor José Luis Canelon, que é um dos cabeças com o trabalho de valorização do Cavalo Crioulo Venezoelano. Não estamos sozinhos em valorizar e salvar da extinção as nossas raças de cavalos nativos!


quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

JUSTIÇA PROIBE JEGUES NA FESTA DO SR. DO BONFIM

Justiça proibe jegues na lavagem do Bonfim em Salvador (BA), vale a pena ler, fica no ar os questionamentos. Mas o certo é que os animais também têem direitos e que os quais devem ser respeitados.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

MELANOMA EQUINO






Estas fotos acima foram tiradas no distrito de Pinhões, município de Juazeiro e depois de pesquisar descobrí do que se trata, que é o MELANOMA, um tipo de tumor benígno que acomete mais frequentemente os equinos tordilhos, mais velhos. Visite o site do ciência hoje e leia a reportagem para entender mais sobre esta doença. Clique neste hiperlink acima.

"ARARIPE" O GARANHÃO NORDESTINO DO CEARÁ




O ARARIPE, é um belo exemplar da raça, é um garanhão de Juazeiro do Norte-Ce, adiquirido pelo nosso amigo Nertan, da TV Verdes Mares e que junto ao amigo Nicodemos e outros apaixonados pela raça e pelas nossas tradições sertanejas estão se organizando em um núcleo de criadores naquela cidade do Ceará. Com certeza iremos por lá para registrar muitos cavalos nordestino! Irmãos do Ceará muito obrigado pelo apoio e por acreditar na valorização do nosso cavalo Bérbere Nacional, que é o Cavalo Nordestino, a luta está só começando mas com certeza serão grandes vitórias. Um grande abraço, até a EXPOCRATO, que é outra história que será contado mais na frente, e fiquem com Deus!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

TRÊS ANOS COM ACORDEOM

No dia 03 de Dezembro de 2007 foi assim que ele chegou para nós; magro, feio ao primeiro olhar. Fomos muito gozados e teve gente que dizia assim: Isso aí não serve pra nada! Joga fora! Vocês são é Doido gastar dinheiro com isso!


Mas o seu olhar nos dizia o quanto ele é especial e o quanto ele poderia ficar bonito era só uma questão de tempo e um pouco de dinheiro e muito amor e atenção!

Acordeom é um belo exemplar da Raça, mas mesmo não tendo, no geral, as medidas que desejamos, já é um bom começo e é um cavalo que tem um grande coração e uma exelente índole. Encontramos cavalos Nordestinos maiores e mais compridos que Acordeom, mas ele é o grande exemplo como o cavalo Nordestino é uma bela raça esquecida e desprezada por muitos.

Não tem maneira melhor para enchergar a estrutura de um cavalo do que quando ele está magro, vimos em Acordeom o que ninguém viu, é assim que devemos enchergar as coisas da vida, muito além do que a vista ver em primeiro plano. Durante esses três anos amadurecemos o nosso sonho e o nosso projeto e depois de criarmos o nosso Núcleo de Preservação e Seleção, promovemos o primeiro encontro para valorização do cavalo Nordestino na UNEB em Juazeiro, participamos, a convite da UNEB, da FENCAPRI aonde montamos um humilde mas muito visitado stand e após trinta anos levamos quatro belos exemplares da raça, já realizamos três reportagens com as emissoras de televisão da região, criamos o nosso Blog como meio de divulgação e comunicação, participamos a convite do INSA (Inst. Nac. do Semi-Árido) e da ajuda do nosso amigo Prof. Jânio Benevides de Melo, do XI Simpósio Iberoamericano de Conservação e Uso de Recursos Zoogenéticos aonde montamos o nosso stand e também fizemos bonito e por último criamos a nossa AEPCN (Associação Equestre e de Preservação do Cavalo Nordestino) para podermos expandir por todo Brasil montando os núcleos de criadores. Caminhamos às vezes rápido e às vezes lentos, mas nunca paramos e nunca iremos parar!


O que fazemos é o exemplo que podemos fazer o que sonhamos, basta apenas acreditar e se organizar. Em breve divulgaremos em nosso blog as ações da nossa AEPCN, estamos também criando o nosso pequeno centro hípico que funcionará também como a vitrine do nosso Núcleo e da nossa AEPCN. Dois mil e onze promete muito para o Cavalo Nordestino, muita novidade vem por aí; as fronteiras serão vencidas e vocês irão ouvir muito sobre o Cavalo Nordestino. Nós, do Núcleo de Preservação e Seleção do Cavalo Nordestino e da AEPCN, desejamos á todos um ano cheio de realizações, muita saúde, paz e que Deus nos ilumine e proteja!