cavalos

Loading...

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Cavalos Nordestinos da Fazenda Arizona

Entrada da Fazenda Arizona

Casa do Vaqueiro Carlinhos, couros e arreios no alpendre como a séculos

Faixada da casa do Vaqueiro

Cavalo Nordestino de serviço

Lindo Cavalo Nordestino de pelagem pampa, garanhão de oito anos em final de doma

Vista da parede da barragem com 16 metros de altura construida estrategicamente entre duas serras

Cavalo Nordestino de campo, castrado e com dez anos, mas que parece ser mais novo.

O Vaqueiro Anderson eo seu parceiro de trabalho que ele chama carinhosamente de Bob Esponja.

Anderson tem que montar logo após colocar todos os arreios pois a ansiedade em ir trabalhar é tão grande que o cavalo fica pulando que chega a se jogar no chão, mas que logo após ser montado sai tranquilho e com disposição para trabalhar

Tordilhos, pampas, castranhos e negros é a diversidade de pelagens do Cavalo Nordestino

Fazenda de 12 mil hectares, caatinga e fauna preservada, dedicação dos seus proprietários, funcionário e amigos. Nesta fazenda ainda existem todos os tipos de onças mas nem por isso inviabiliza a pecuária.
Curral de troncos de carnaúba


Mesmo na seca, éguas prenhes e em bom estado corporal

Tordilhas rústicas

Belo garanhão tordilho, apesar de ter um pequeno defeito em uma das patas traseiras pode procriar belos potros

Todos os animais foram vacinados de raiva e feito todo o manejo necessário. Corte parcial de crina, algum tratamento se for necessário e ferra de alguns potros.


Os homens que não tem preguiça de trabalhar, entre eles, os amigos Anderson e Dudú.

Uma bela visão, em extinção!

Primeira laçada e encabrestada, mas surpeendentemente se mostrou dócil e submisso.

Bela égua tordilha

Égua negra com belo potro de menos de dois anos ao pé, que neste dia foi encabrestado pela primeira vez e  já iniciado em doma, pois neste dia o mesmo foi peado também pela primeira vez.  

Medo mas sem reações violentas

Potro sendo contido para ser ferrado

O potro negro no inicio de sua jornada ao serviço do homem

Bela casa sede

O Bob Esponja presente no curral quando no trabalho de vacinação e vermifugação do gado

Tronco rústico mas muito funcional, mutirão de trabalho entre amigos e depois um belo de um almoço com direito a buxada de bode, espinhaço cozido, carne cozida, arroz e feijão verde 

Belo reprodutor, gado, caprinos e ovinos e equinos, todos em ótimo estado corporal se alimentando somente com o que a caatinga oferece. Agradeço à Deus por dias como este, para mim, são dias como este que me fazem um homem do campo realizado e com os Cavalos Nordestinos e com os amigos é bem melhor!

2 comentários: