cavalos

Loading...

domingo, 6 de abril de 2014

Corrida de Argolinha em Juazeiro


Esporte oriundo da era medieval trazida pelos portugueses, a corrida de argolinha ainda persiste a modernidade


Antigamente eram duas equipes: os russianos (azul) e os japoneses (vermelho), todos vinham com seus fardamentos e cavalos bem ornados, hoje é quase uma raridade encontrar um corredor tipicamente fardado. 


Nosso nordeste ainda tem gente prima pela tradição e aqui em Juazeiro tem uma turma que ainda resiste mantendo viva as corridas de argolinha.


O público simples mas torcedor.


Aparece de tudo, olhe que maravilha.


Cavalo nordestino e arreios de campo, como antigamente!


Esta é a pista, corre sempre uma dupla de cada vez.


São seis corridas e com pontuações diferentes, tem juiz de pista e apontador, a coisa é organizada



O sol se pondo mas a turma não larga o osso


A direita o amigo Bosquinho e a esquerda o amigo Tiago, firmes na organização, a festa dos vaqueiros com missa e corrida de argolinha organizada pelo amigo Bosco este ano está completando 20 anos de existência, infelizmente não pude ir fazer as fotos da missa que foi hoje dia 06/04/2014, mas o ano que vem estaremos lá! 



Pequeno mas de crina grande!


Tirar uma argola deste tamanho durante uma carreira com uma pequena lança de madeira é uma proeza 


Do tamanho de uma aliança ou um pouco menor, tem que ser muito bom!


Mais um fim de tarde em nosso sertão, muito quente, seco mas muito vivo e lindo!

domingo, 23 de março de 2014

Mochila para Dar Ração ao Cavalo


Aqui no sub médio São Francisco o vaqueiro trabalha com antigos tipos de ferramentas e uma delas muito importante é a que chamamos de "mochila"


Uma ferramenta que considero uma obra de arte, provavelmente aprendida com os índios


Muito bem trançada é feita de fibra de sisal ou caroá


Muito prática e igiênica


Mas que infelizmente está ficando cada vez mais difícil ver o uso desta ferramenta


De vida útil muito longa e resistente


Esta é uma das belas e antigos tipos de ferramentas utilizadas pelo homem do campo em nossa região

domingo, 16 de março de 2014

Foto atual da Filha de Gesso com Caipora


Caipora filha de Acordeom


Gesso, garanhão Nordestino


Filha de Gesso logo ao nascer


Com dois meses, belo animal.


Um produto que desde a sua formação gestacional nunca passou fome, a principal inimiga do Cavalo Nordestino.


Uma incrível Potra de linhas e medidas harmônicas para o Cavalo Nordestino, o que mais impressiona é a bela cabeça, muito importante para o equilíbrio!

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

"Lajedo" A Nossa Mais Nova Aquisição


Este é Lajedo, Cavalo Nordestino de aproximadamente 10 anos, castrado e com 1,37 m de cernelha.


Nossa mais nova aquisição


Os Tordilhos se destacam pela força e beleza!


Ótima garupa e cascos rígidos.


Em breve mostraremos os trabalhos com ele.


Cavalo de aproximado 320 Kg de muita força e disposição.


Está ficando cada dia mais difícil encontrar cavalos como Lajedo e se esta seca se prolongar ficará ainda mais difícil! Mas, continuaremos a garimpar bons Cavalos Nordestinos!  

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

15.02 .Xique-Xique o parceiro de Mandacaru no Tropel Nordestino

Elegemos o Mandacaru e o Xique-Xique para a grande jornada com os cavalos nordestinos de Juazeiro ao estado do Espírito Santo com o nosso amigo Cláudio Crespo, sem ferraduras, e agora começa o trabalho de tratamento e treinamento dos cavalos, continue a nos acompanhar nesta jornada de desafios o que é normal para nós nordestinos!


Abraçamos um grande desafio junto ao nosso grande amigo e experiente cavaleiro o Claudio Crespo e contamos com todos que possam nos apoiar, em breve divulgaremos muitas outras novidades sobre este grande desafio, mas, acreditamos demais em nossos cavalos e em nosso cavaleiro e em Deus que nos cobrirá de bençãos nesta grande viagem para provarmos o grande valor dos que são desprezados!


Agradecemos demais à todos que nos apoiam e nos acompanham, só assim, juntos poderemos mostrar do que o Cavalo Nordestino e um recordista nacional de cavalgadas de longas distâncias, esquecidos, são capazes de fazer!


Continuamos na busca de sonhos sonhos e ideais e contamos com você!

31.01.Xique-Xique o parceiro de Mandacaru no Tropel Nordestino

Elegemos o Mandacaru e o Xique-Xique para a grande jornada com os cavalos nordestinos de Juazeiro ao estado do Espírito Santo com o nosso amigo Cláudio Crespo, sem ferraduras, e agora começa o trabalho de tratamento e treinamento dos cavalos, continue a nos acompanhar nesta jornada de desafios o que é normal para nós nordestinos!

                                               

Chegando para novas esperiências!



Olhando tudo!


Assim como Mandacaru, Xique-Xique recebeu outro vermífugo em pasta e vacina Tri Equi (contra encefalomielite equina, tétano e influenza), sal mineralizado, grama verde, ração DuRancho (Estreme) e suplementos Super Horse do Brasil.


Enquanto o redondel não fica ponto já começamos os trabalhos com a mãozinha e a corda.


Meio assustado mas não violento


No início não conseguíamos fazer isso!


Antes o coice já rolava, agora isso é passado!


O banho é muito importante, relaxa, refresca e dá mais confiança! 


Primeiro dia em que comeu a ração DuRancho (Estreme) e suplementos Super Horese do Brasil sem problemas!


Cavalo de boas linhas, quem entende sabe que eu estou falando. 


14.01.Xique-Xique o parceiro de Mandacaru no Tropel Nordestino

Elegemos o Xique-Xique e o Mandacaru para a grande jornada com os cavalos nordestinos de Juazeiro ao estado do Espírito Santo com o nosso amigo Cláudio Crespo, sem ferraduras, e agora começa o trabalho de tratamento e treinamento dos cavalos, continue a nos acompanhar nesta jornada de desafios o que é normal para nós nordestinos!


.Primeiro dia em que tivemos o contato com o Xique-Xique, cavalo nordestino oriundo do município de Casa Nova aonde teve uma oferta melhor de água e alimento, pois fica na margem do lago de Sobradinho que foi adquirido pela nossa associação AEPCN. Xique-Xique, cavalo nordestino de 12 anos com 1,39 metros de cernelha que estava a mais de dois anos sem ser utilizado para nada mas já foi muito utilizado em corridas de prado e corrida de argolinha, muito ativo e esperto, era muito arisco e assustado mas nada que um bom treinamento não possa corrigir.   


De cascos muito rígidos e esperto achamos que ele tem qualidades que só quem conhece o cavalo nordestino sabe. 


Para tratarmos o machucado que a peia fez, aplicarmos a vitamina de ADE e o vermífugo em pasta tivemos que colocá-lo em um brete e já começamos a tirar as cócegas.


Depois foi relaxando!


Boa traseira e formação de aprumos