cavalos

Loading...

segunda-feira, 5 de julho de 2010

57ª Festa dos Vaqueiros de Curaçá

O empresário, amigão, Mimita e família, uma família de vaqueiros e cavaleiros. Seu pai, o último à direita, o Sr. Raimundo de Chiquinho é mestre ( nome dado no sertão ao homem que ensina o cavalo a marchar), homem muito habilidoso com as rédeas, que ama e respeita muito os cavalos, é um verdadeiro homem de cavalos e passou para seus filhos o exemplo de simplicidade e honestidade de um bom cavaleiro. Ainda nos veremos em muitas outras festas de vaqueiros!

Brincadeira se destacou perante os outros Cavalos Nordestinos, choveu proposta de venda mas a hora ainda não chegou, ele tem muito ainda para mostrar e se valorizar. Parabéns Mimita pelo Brincadeira!

Lembram deste belo Paca, Nordestino na corrida de pé de mourão na fazenda primavera? Esse é de estima!

O Vaqueiro Antônio Vieira Lopes, que reside no Projeto de Irrigação Curaçá, NH 3, é um exemplo de fidelidade a tradição, não falta uma só festa, vem montado percorrendo quase 5 léguas, nos confidenciou quase em lágrimas que tem a maior honra em ser vaqueiro e que monta desde os cinco anos.


O Sr. Antônio disse que levanta cedo, sempre monta e que no dia em que não poder mais campear e cuidar dos animais que o melhor é morrer. Filmamos toda a festa, e este, e mais outros filmes, fazem parte do nosso acervo áudio-visual. Quando vai ser reconhecida, pelo ministério do trabalho, a profissão de vaqueiro? Que país é esse que fecha os olhos para estes homens que tão contribuiram e contribuem para o desenvolvimento do nosso Nordeste e do nosso país?





Um comentário: