cavalos

Loading...

domingo, 5 de setembro de 2010

Transferência das Éguas para a Fazenda Cupim

Chegada do primeiro lote de éguas à Fazenda Cupim do amigo Gegê, muito pasto verde de Capim Pangolão e Caatinga, água fresca e clima ameno a somente 115 Km de Juazeiro. Acordamos as 04:00 hs e de Juazeiro do Sítio do Dr. Francisco em seu caminhão dirigido pelo amigo Sandrinho. Seguimos direto para a fazenda cupim aonde desembarcamos o primeiro lote e voltamos para a fazenda lagoa da onça a 14 Km para retornarmos com o segundo lote, devido a estrada muito precária, o segundo lote foi tocado tendo a frente o amigo Macaxeira montado em pelo na égua pandora seguido pelas outras e nós em minha caminhonete logo atrás.

Logo que desenbarcamos colocamos chocalhos em todas as éguas, vermifugamos e vacinamos de raiva todos os animais. Apenas fazemos o que gostamos e nos dá prazer e acreditamos que algum dia todo o nosso esforço será recompensado, não para nós mesmos, mas para o nosso Cavalo Nordestino e para a nossa ciência e equinocultura nacional. Tudo para nós é muito difícil, pois tudo custa dinheiro, coisa que anda sempre escassa em nosso país, mas felizmente temos alguns amigos que nos ajudam de alguma forma, com dinheiro ou não mas nos ajudam. Vamos continuar em nossa caminhada, as vezes mais lentos as vezes mais rápidos mas sempre caminhando, o tempo passa rápido, já se foram três anos e estamos apenas começando mas com um bom começo.

Pedacinho do Céu e Pierrô comendo aguapé na aguada.

Bela vista do pasto na Fazenda Cupim, tendo ao lado esquerdo um mandacarú e o chão forrado de Capim Pangolão.

Em breve, dentro de 60 dias fotografaremos para mostrar como ao aniamis estão mas antes disto estaremos por lá para acompanhá-los. A nossa felicidade é muito grande em vê-los bem acomodados e longe da secular fome que assola a raça em todo o nordeste.





2 comentários:

  1. caro Cléber,
    O cavalo nordestino é de suma importância também no resgate da história do nosso país. Não se pode desprezar essa carga genética rústica, nem tão pouco a múltipla aptidão que essa espécie apresenta.
    Abraço, colega!

    ResponderExcluir
  2. Amigo Dado, obrigado por ter nos visitado e feito o seu comentário, precisamos cada vez mais de pessoas inteligentes e sensíveis como você. Um abraço e fique com Deus!

    ResponderExcluir