cavalos

Loading...

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

ABAE, Parceira da AEPCN

Equoterapia no Parque de Exposições de Salvador vai atender crianças carentes

Fonte: Ascom Seagri

Milhares de crianças e adolescentes carentes serão atendidos diariamente e gratuitamente com atividade interdisciplinar especializada de equoterapia (terapia feita com cavalos) no Parque de Exposições de Salvador. Para tanto, a secretaria da Agricultura do Estado (Seagri), assinou convênio, durante a cerimônia de abertura oficial da 27º Fenagro, com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos de Passeio e Esporte (ABCCPE), e com a Associação Bahiana de Equoterapia (ABAE) e a Polícia Militar da Bahia (Esquadrão de Polícia Montada), disponibilizando as instalações do parque.

“O governo do Estado, por meio da Seagri, cumpre mais uma vez o seu papel social, disponibilizando o Parque de Exposições, que possui estrutura e logística para atender gratuitamente crianças e adolescentes carentes, com necessidade de tratamentos de equoterapia, além de aproximar também as pessoas do campo”, declara o secretario da Agricultura, Jairo Carneiro.

Para a presidente da ABAE, Maria Cristina Guimarães Brito, ”a partir deste convênio, vamos reduzir a lista de espera por atendimento que consta na associação, além de aproveitar a infraestrutura e logística que o Parque de Exposições oferece para implantação de mais de um centro de equoterapia na cidade. Para o atendimento estão disponibilizados profissionais das áreas de saúde, educação e equitação.

As inscrições começam na próxima sexta-feira (5), na sede da ABCCPE, a partir das 14h, sábado no mesmo horário, e domingo das 8h ás 12 e de 14h ás 18h durante a Fenagro. Os interessados receberão durante a feira, assistência e orientação para o encaminhamento

História

A Bahia se destaca desde o ano de 1993 com a implantação da Associação Bahiana de Equoterapia, em parceria com o Estado da Bahia através da Polícia Militar da Bahia/Esquadrão de Polícia Montada, unidade que oferece infraestrutura e logística para prestar atendimento especializado às pessoas carentes, além de servir aos praticantes de equoterapia, desenvolver atividades psicoeducacional e terapêutica visando a inclusão na rede regular de  ensino e assistência as famílias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário