cavalos

Loading...

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

O Ambiente do Cavalo Nordestino

Localidade de São Pedro, Carnaíba do Sertão, este lote estava matando a sede mas não podíamos nos aproximar pois os mesmos poderíam se espantar demais e deixar de saciar a sua sede. Clique em cima da foto e reparem o quanto os mesmos estão com sede.

Esta aguada é um olho d'água que serve de maneira coletiva à todos os criadores e animais, reparem na beleza do lugar e a vegetação ao seu redor. É como um oásis no deserto. Estes dois potros parecem que foram afastados de algum lote pelo seu garanhão, pois andavam em dupla.

Leito seco do rio salitre, no baixo salitre, fazenda pau preto, está é a água que mata a sede de todos os animais desta localidade, muita vergonha estes políticos deveriam por conta da incompetencia em resolver o problema da falta de água no rio salitre na região do baixo salitre enquanto lá no alto salitre já na divisa com o município de Campo Formoso há muita fartura de água e muitos plantios e barragens, o que faz a água não chegar para o povo sofredor do baixo salitre, e bem próximo existe o projeto de irrigação Salitrão, que possivelmente é uma amostra grátis do que poderá acontecer com projeto de transposição do rio São Francisco. Mas é nordeste e deixa pra lá!!!!


Esá é a carcaça de uma jovem égua que morreu atolada assim como outro cavalo, na lama daquele poço, antes de cavarem com a máquina.

Este casco profundo, fechado, ressecado e duro, desta égua morta, é a prova da dura vida que estes animais têem. Será que em mundo tão moderno e cheio de tantas tecnologias não somos capazes de matar a sede de pobres animais?

No dia 25 de Julho, eu e o grande amigo Gênison fomos fazer algumas fotos e algumas filmagens dos Cavalos Nordestinos em seu ambiente natural, foi o último dia da metade de minhas férias e queria muito captar algumas imagens dos lotes de cavalos principalmente chegando nas principais aguadas que conhecemos na região do vale do salitre e Carnaíba do Sertão, distrito de Juazeiro. Estavamos enfrentando um período de frio e invernos (chuviscos) desde de Junho, agora é que está passando, e sabíamos que devido a resistência dos nossos animais não veríamos muitos, uma vez que os Cavalos Nordestinos soltos só bebem a cada 2 ou 3 três dias, e foi o que aconteceu. A região dos principais pastos está muito seca e nas localidades do baixo salitre foi preciso a prefeitura colocar máquinas e abrir buracos no leito do rio salitre seco mas antes da máquina chegar alguns animais morreram atolados e os vaqueiros comentam que devido a seca vai morrer muitos cavalos, é a seleção natural, mas vale salientar que os pastos dos Cavalos Nordestinos estão diminuindo cada vez mais com as grandes áreas cercadas, os projetos de irrigação, assentamentos e mineradoras, é o preço do progresso mas não devemos esquecer as nossas riquezas zoogenéticas. Que Deus continue velando por esses valentes animais e nos ajudem a mudar este triste quadro!

Nenhum comentário:

Postar um comentário